Pular para o conteúdo principal

Postagens

Calendário Estratégico 2018

Confira o Calendário Estratégico que aponta o planejamento de ações do SINDSERM para 2018. A proposta foi deliberada da Reunião do Conselho de Representantes de Base, ocorrida no dia 20 de janeiro de 2018, de 8h às 17h, na sede do Sindicato dos Bancários do Piauí.

https://drive.google.com/file/d/1Smwq4Iei9pHmbWw43aPCr0ANQPssIZlS/view?usp=sharing


Postagens recentes

Conselho de Representantes de Base

AMANHÃ, sábado, dia 20, esperamos todas(os) representantes de base para a reunião de planejamento que será fundamental na construção das lutas da categoria! Representante, não deixe de participar!



Todas e todos à câmara de vereadores nesta terça feira, 19 de dezembro

Firmino(PSDB) quer aumentar o tempo de carência da Assistência à Saúde (IPMT-Saúde) e dar poderes aos seus Conselheiros para aumentar o percentual do fator moderador sobre cada procedimento de saúde.

Além do reajuste zero em 2017, descumprindo a Constituição Federal e "convencendo" juízes a não conceder liminares requeridas pelo SINDSERM, Firmino (PSDB) agora ataca o já debilitado IPMT-Saúde.

Enquanto se intensificava a luta contra as Reformas do Governo Temer (PMDB), Firmino enviou sorrateiramente o projeto à Câmara, às escondidas e tendo o cuidado de não publicar antecipadamente a pauta no site da Câmara. Votou em primeira votação em 30 de novembro. Um jornalista bajulador do Prefeito chegou a divulgar irresponsavelmente que isto seria a "Reforma da Previdência" de Teresina.

Desde o dia 11 de dezembro que o SINDSERM tenta adiar a segunda votação, para que o Prefeito discuta o projeto com o sindicato, legítimo representante dos segurados que financiam o IPMT Saúde…

Reforma da Previdência: se governo Temer colocar pra votar, dia 19 Brasil vai parar!

O governo Temer está disposto a atender aos pedidos do empresariado e aprovar a Reforma da Previdência antes de fechar o ano de 2017. Apesar das dificuldades para angariar votos favoráveis à aprovação, Temer ganhou fôlego com o recuo da greve nacional de 5 de dezembro e está em forte toma lá dá cá com os políticos em troca de votos.
É preciso resistir e intensificar a luta para defender a aposentadoria dos trabalhadores e trabalhadoras brasileiras. É preciso barrar essa reforma.
Os trabalhadores dos transportes do Estado de São Paulo já aprovaram em plenária nesta última segunda-feira (11) que se colocarem pra votar a Reforma da Previdência, eles farão Greve Geral dia 19. Também vão cobrar das Centrais Sindicais que marquem a Greve Geral nesta reunião que vão realizar quinta-feira (14).
Na semana passada houve plenária de diversas entidades em São Paulo que também aprovaram cobrar que as Centrais Sindicais marquem a Greve Geral.
Dirigentes do Movimento Pequenos Agricultores estão aca…

Coordenação Nacional da CSP-Conlutas aprova resolução para intensificar lutas contra Reforma da Previdência

Por: CSP-Conlutas

Greve Geral para derrotar a Reforma da Previdência (se colocar pra votar, vamos parar)
O governo Temer está disposto a atender aos pedidos do empresariado e aprovar a Reforma da Previdência antes de fechar o ano de 2017. Apesar das dificuldades para angariar votos favoráveis à aprovação, o governo ganhou um fôlego com o recuo da greve nacional de 5 de dezembro e está em forte toma lá dá cá com os políticos em troca de votos.
É preciso resistir e defender a aposentadoria dos trabalhadores e trabalhadoras brasileiras.  É preciso barrar essa reforma.
A CSP-Conlutas tem defendido a necessidade de uma greve geral para derrotá-la e se posicionou de maneira firme contra a cúpula da maioria das centrais ao desmarcar a greve nacional do dia 5.
Fizemos um chamado nacional a que se mantivesse o dia de luta, com mobilizações e atos na maioria das capitais e paralisações em algumas delas. A CSP-Conlutas foi parte importante da manutenção das atividades do dia.
Na última reunião das cent…

Relatório da reunião com as Centrais Sindicais delibera pela convocação da greve contra a Reforma da Previdência

Reunidas na sede da Força Sindical na manhã desta sexta-feira , 24, as Centrais Sindicais CUT, Força Sindical, UGT, CTB,  Nova Central, CSB, Intersindical, CGTB e CSP-CONLUTAS definiram realizar GREVE NACIONAL no dia 5 de dezembro,  contra a nova proposta de desmonte da Previdência Social apresentada pelo governo.
As Centrais Sindicais convocam todas as entidades sindicais e movimentos sociais a realizarem ampla mobilização nas bases – assembleias, atos, debates e outras atividades – como processo de  organização de uma  Greve Nacional,  no dia 5 de dezembro, contra as propostas de reforma da Previdência Social, que acaba com o direito à aposentadoria dos trabalhadores brasileiros.
As Centrais Sindicais exigem que o Congresso Nacional não mexa nos direitos trabalhadores!
Reunião com as centrais
Local: Força Sindical
Participantes: CUT, CTB, CSB, CSP, UGT, Força Sindical, Intersindical, Nova Central
● Greve Nacional no dia 05/12 com paralisações em todas as capitais; ● Campanha nas re…